Google+ Badge

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Convidamo-lo a criar um "Lugar Sagrado" no seu dia e a passar dez minutos a rezar, aqui e agora, em frente do computador, com orientações no ecrã e com a leitura escolhida especialmente para cada dia

Para pensar e rezar durante esta semana

Pontos de junção
Os primeiros Celtas viviam próximo do mundo dos espíritos. Dotados de imaginação, achavam fácil passar a linha entre o nosso mundo e o mundo do invisível. Diziam frequentemente que entre o céu e a terra só há um metro - e menos ainda nos "pontos de junção"! A expressão "pontos de junção" pode ajudar-nos a dar nome àqueles momentos em que somos como que aspirados para fora de nós próprios, para entrar em relação com o Mistério: este irá ultrapassar-nos sempre, apesar de querer o bem para nós.
Este tipo de experiências não é nada surpreendente. Porque, afinal de contas, toda a Criação é habitada pelo divino. O divino cerca-nos por todos os lados e, embora seguindo modos imprevisíveis, manifesta-se aos nossos olhos, se quisermos ver bem. Frequentemente, o véu entre o mundo de Deus e o supostamente "nosso", afasta-se por um instante, deixando-nos entrever o "outro lado". 
Thomas Merton relembra-nos, e bem, que a porta do céu está em toda a parte. Momentos de beleza, campos selvagens, montanhas solitárias, um pôr-do-sol deslumbrante, noites estreladas ou mesmo um mar furioso: tantas visões que podem subjugar-nos. Sobre outro plano, apaixonar-se pode revelar-nos um mundo novo. Ou então, o divino manifesta-se através dum sorriso, do dedo minúsculo dum bebé, da beleza humana, dum comentário agradável, dumas notas de música. Tal como através da cara dum mendigo, dos olhos duma criança com fome, da morte de alguém de quem gostávamos. Todas estas coisas podem também abrir a porta dos nossos corações. Estejamos atentos a tais "pontos de junção", porque Deus dá-se a conhecer através de todas as coisas. O próprio Lugar Sagrado remete-nos diariamente para Jesus, em quem o humano e o divino comungam na perfeição numa só Pessoa.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Reforma

E Lima

Reformei minha casa

Francisco

  São

Me ajudou

e muito

Lutero também

Além

Digo coisas a mesmo

eu mesmo


Tanto a fazer

A reforma nunca acaba

Evolui

Tijolo por tijolo

Sem rejeitar

nenhuma pedra

amada

A Catedral sobe

muito alta

E cistina

continua ali

Capela

Planeta extinto

talvez

Os exilados
voltam do cativeiro

inteiros


E sem dúvida

tudo muda

na reforma
da casa

Isto passa

Mas a s

palavras

não passarão

sem o toque
da mão

de 

Deus

terça-feira, 29 de outubro de 2013

O caminho das Pedras Cap 1 (2)

E. Lima

Olha Túlio, ficar junto não significa ser pai. Se você não tá a fim não amola, vai procurar outra guria que eu me viro. A Madonna fez, a Xuxa fez, aquela guria do file também, por quê não eu?

Que guria? Que filme? Vai que você vai fazer que nem cinema agora, só porque viu tudo bonitinho na telinha? Plim Plim!


O imbecil, eu to falando da Jodie Foster, e daquele filme que ela entra em contato com os extraterrestres,
não me lembro o nome...  Ahh:  Contato! Eu achei bárbaro, dá a impressão que vai acontecer amanhã!

A criança?

Não burro! O contato com os ETs!

Não dá prá falar com você berrou, e começou a descer o caminho que levava à cantina

Pô Jana, brincadeira, só tava enchendo...


Pois  encheu!

sábado, 26 de outubro de 2013

Família Escoteira



Família 
 Lima

Primamente

Escoteira


Beira o

Caos

Legal


Além do 

Horizonte

um

M
o
n
t
e

De 


Horizontes

Segue
o

N
SOL
R
T
E

A
Z
SUL
L


 O
LESTE
S
T
E

este

Deste Globo

Louco


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O Caminho das Pedras Capítulo 1 (1)


Janaína, eu acho esse negócio de gravidez muito chata. Ter um filho nessa altura do Campeonato é pura masturbação mental, não leva a nada. Todo mundo vai morrer logo, assim que esta bosta explodir, e se não explodir vai acabar seca, mirrada, esquelética, que nem esses africanos, porque o mundo tá morrendo e tão matando tudo que é bicho e árvore. Tá queimando! Por mim que se foda! Agora Você com essa babaquice de filhinho, de chupeta, de sonho dourado? Pra quê?

Janaína nem piscou enquanto ele falava. Fixos, seus olhos contemplavam um pontinho no céu, em que ela achava que o azul era mais azul. Mesmo com o Ernesto explicando na aula, aquele troço todo de refração, luminosidade e água na atmosfera, ela não podia deixar de olhar o céu e sentir que lá, naquele ponto, o azul era mais azul.

Jana, se tá me ouvindo?

Túlio, eu te chamava de animal se não fosse o elogio! To te ouvindo sim e vê se não enche também pombas!
Eu falei filho porque Eu quero ser mãe sim, mas não precisa se preocupar e ficar arrotando besteira, não precisa ser você. É coisa minha tá? Agora dispensa essa ponta e vamo embora porque não da pra viajar com você melando a coisa toda.

Túlio deu um sorriso bobo

Como não precisa ser eu? Eu pensei que você tivesse falando da gente, a gente tá junto, não tá...?
Janaína se levantou e com um gesto rápido tirou a grama de sua saia Indiana e pegando seus cadernos.

Olha
Túlio                                      

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Ronda da noite



São Paulo, 1986.

Na loucura de meu passado, depois de fugir de casa, fiquei 3 meses vagueando pelo Centro como andarilho.Fui muito ajudado pelos que contemplavam a vida deste submundo, como imundos.

Na útima noita, antes de voltar para casa, eu estava na Praça da República, de madrugada.

Estava sem sapatos, óculos Ray Ban e uma camiseta do Jim Morrison. Somente com o cortador de unhas, que meu Pai me derá antes de partir para o intercâmbio nos EUA em 1978. Quando estava entrando Ele disse: "Toma filho, você pode precisar".

A Policia fez a batida, da reunião dos drogados Travestis, Gays, e tudo mais.  Blitz.

Fui arrebanhado e colocado contra uma cerca de arame.

Ouvia-se os gritos de dor dos espancados. esperei a minha vez.

O Sargento passou e me revistou. Deu um cucuruto leve em minha cabeça e me mandou para atrás de uma Kombi, no bagageiro, juno com seis, inclusive uma menina de 14.

Fomos para a Triagem.

Na hora da identificação, minha mente ficou lúcida.

Disse meu nome, Rg e endereço.

Fiquei esperando junto com os machucados passando cuspe nas suas feridas.

Quando entramos na cela grande começou a Triagem.
Durante a Madrugada um a um foram chamados.

Ao raiar do dia fui o penúltimo a sair. Retornei a casa dos meus Pais e me internei por 6 meses.

Então a Luz começou a surgir

Esperança

voando

New Home

Toda Arte



HistóriasdeHumanidade

Amizade

Todo Mundo em

Tente

Corra como louco

aos poucos


E
orar

sai
de baixo

aos 

poucos

Eu tu ele

nós Vóz eles

Au Au

mente


Assim

Ó

Sagrado

de fato
de macaco

ao lado 

do Planeta


Não Marte
a morte

agora

Primeiro a hora

de limpar o Planeta

Aurora



Ademais
filhos

Os livros
sempre 
serão

Escritos

Cansar muito no

Sol

Poente

a mente somente

atrai o calor

sem dor


Háá 

O Belo amigo

Antigo


Sempre Alerta para o Progresso

Excelso

Come o trivial

E não é 
mal

Come contente

centenamente

o porvir do

Amanhã

Ademã

Aldebaram




Henry

quieta

agita

tata

AverBemComAmor

Histórias de amizade


Tarde

No sol do meio dia

Adia
a

morte
do  Dia



Logos

Atos


Tro

Centros

Ecos

Park

Sparcky



Portas Abertas Brasil!

Portas Abertas Brasil  

Problemas para visualizar a mensagem? Acesse este link.

    
  
 

Linha de Frente

Notícias sobre irmãos que compartilham
de nossa fé, mas não de nossa liberdade
 
 
 

Há futuro para os cristãos
no Oriente Médio?

 
Olá Ernesto,
 
Debates e estudos recentes alertam: o mundo poder estar assistindo à extinção do cristianismo no seu local de nascimento. A população cristã nesses países, que já foi de 20%, agora não passa de 4%. O que você pode fazer? Compartilhar essas informações e orar para que os cristãos do Oriente Médio perseverem em meio aos conflitos que assolam seus países.

 

 
 
PARTICIPE

Juntos, somos Um com Eles

 

Diante dessa situação, o que já era difícil no Egito piorou consideravelmente. Uma série de ataques extremistas destruiu igrejas, propriedades e casas de cristãos. A perseguição religiosa que os egípcios enfrentam há anos unicamente por seguir a Jesus Cristo, é hoje mais intensa, e nos leva a apoiá-los, para que suportem tudo em amor. Faça algo por eles:Ajude o Egito, Agora!
 

 

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS

Ernesto Lima



de urgência

Em casa

controle
o



Lego

Farol



Iluminando
paisagem



Mar

Vive

de
doar
Vida


Sho ah



Morte

Treblinka


Koll


Choro
a dor
do amor
ao próximo


 


Amem

Merlin

Triste na solidão

cobiçada com amor

Dor
mente

Eu 

ausente
me apaixonei por 

Ela


 

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Inauguração do Natal Iluminado



Jesus é Iluminado
 pelo Natal

Princesa de Assis ti tudo

O ano que vem, em Jerusalem




Yavehh

Há lá

Geo Vá



Jay Love




Ó
ri
ente

Médio



Green
Wish 





Afinal

Qual é mesmo


Latitude?
Longitude?


Atitude


Ti

Tudo



Namaskar



Sans

Cristo





Brasil


Monte Verde SP
Hotel Cabeça de Boi



Brasil

Ano

2000


País do Futuro

 Odisseia ao Espaço



Traço linhas a esmo

eu mesmo


Ajudado pelo Espírito

e  Santos


tamanhos



O que quer

que 

O

Amanhã


nos  dará


Deus 


nos  trará


Presente


de


Natal

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Pistis

Solidão e mistério
Em sete ocasiões, servi de guia turístico num rochedo que surge como um dente na parte sudoeste da Irlanda. Sceilg Mhichil, o Rochedo de S. Miguel, ergue-se a 250m fora de água, a cerca de 12 km de terra e só é alcançável por barco com mar calmo. Do sec VI ao sec XII, residia aí uma pequena comunidade monástica, que não excedia doze monges ao mesmo tempo. A sua Regra rigorosa não chegou até ao nosso tempo.
Desligados de quase todas as nossas preocupações secundárias, os seus dias eram passados a recitar o Ofício divino, em oração pessoal e a retirar um parco sustento dum pequeno jardim e dum mar agitado. Não há dúvida que descobriam Deus na sua contemplação das ondas e dos pássaros, da lua e das estrelas. Ficaram alguns nomes, sete ou oito, ao longo de seis séculos. Os poucos túmulos que restaram são anónimos. Aquilo porque estes homens sem nome passaram, para rezarem por toda a humanidade - incluindo nós próprios - desafia a nossa imaginação. 
Devia ser incrível viver num lugar tão invulgar. A beleza da natureza disfrutada na solidão, provocou em mim um deslumbramento total, tanto de dia como de noite. Uma vitalidade e um reconhecimento absolutos habitavam-me naqueles lugares, apesar das condições locais. Não tive revelações especiais.
Simplesmente, confrontei-me com o meu eu mais profundo, com todo o meu passado e as suas loucuras. Sem dúvida que os monges sentiam o mesmo. De qualquer forma, tanto eles como eu convivemos com o Mistério, eles duma forma, eu de outra. Muitas vezes, desejava voltar a este local mágico.
 http://www.lugarsagrado.com/

Em outro texo do meso site havia:

Você é maior
que seus medos
do quesua ansiedade
seus rancores
suas preocupações

Você é até mesmo
maior que seu sofrimento.

Amém

Gloogle News



GOOD MORNING BRAZILl!

Acidente no Oriente
Ocidente no Ariete

Syrius
versos
 Akineton

Apocalypse Now

Apologia a Sócrates

Demência

Amor demais
Amor de menos


Montanhas quebrando
no Mar revolto
dos Tsunamis

America em Guerra

Europa em depressão

Antidepressivos
 aos montes

Ferida sangrando em alto mar

Cínicos de plantão
 por falta de médicos

Remédios drogados

Ópio sem povo

ódio
de novo

O Imperador abdica

PLIM! PLIM!!

Compre Compre Compre!

Crédito Instantâneo!

(estranho)



Voltamos agora com as últimas notícias

Nada de novo no Front

Bing-Bang


Mais um pecado rejeitado
por amor ao próximo...


Plim Plim!


Kaizer
a Devassa do Tédio

(valeu bró, bota mais uma aí)

Brahma Chopp
O fino que satisfaz!

Taquicardia? Hipertesão?

RIVOTRIL!

Atenção para a estrofe pro refrão
Este remédio só pode ser usado em caso de Dengue

PLIM! PLIM!
Confusão no Bar
quebra Record Nacional

(Recordar o quê?)

PLIM! PLIM!

Em caso de Urgência chame o SUS!

BRAZIL, UM PAÍS DE MUITOS NÓS!!

O tempo passa, o tempo voa
e a Poupança Bamerindus continua numa boaaaah...


PLIM! PLIM!

PETROBRAZ não faliu
nem o 
Eisenhower


(!???)



Crime na baixada
A Policia suspeita de tudo
Foi aberto um inquérito...(SIC)


A seguir

Coríntios e Santos vencem o Campeonato

PLIM! PLIM!

CRIANÇA É ESPERANÇA

MEXA-SE! VOCÊ PODE MUDAR O MUUUUNNDO...

PLIM! PLIM!

URGENTE!

TODO MUNDO 

MENTE!



Boa Noite
e até Lá


HOJE É UM NOVO DIA DE UM NOVO TEMPO...

VARIG VARIG VARIG


















sábado, 19 de outubro de 2013

Sou Novo

Sou novo
igual ao povo
que domina sobre o céu

Sou limpo sem mácula
no que veio de Israel

Tenho em mim a marca da dor
dor pra sempre
 com amor


Sente em mim a violência?
então não sou eu

Sente em mim benevolência?
então sou autor
do amor

Do ato de amar


Amo a ti amo a ti
desde que parti

Mas voltei para te teu coração
quando me entregou sua canção


Vejo ainda os baixios

Olhando os campos de lírios




Vejo a Ti na amargura
sem censura


vai volta pra mim

Diz que sim agora
na vitória

Vê a glória mais para a frente

nesta história tão bonita.

Vai volta pra mim
vem que estou te esperando

Vem cantar comigo
amado

amando

Amo a ti amo a ti
desde que parti

Mas voltei para  teu coração
quando me entregou sua canção


Sempre ti vi ao meu lado

mesmo quando chorava sozinho
agora está comigo
me amando como amigo

Sem se preocupar
no que vão falar

Vai volta pra mim
Diz que sim afinal

Quem se importa se falam mal
pois eu te amo de coração



Amo a ti amo a ti
desde que parti

Mas voltei para te teu coração
quando me entregou sua canção

Coragem na caminhada amigo
vem comigo nesta balada
embalada
pelo sino de Belém

Vai volta pra mim
vem que estou te esperando

Vem cantar comigo


amado
amando

Amém 




sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Preparece para seu novo eu









A pessoa recebe um implante de eletrodos no cérebro. Ela é instruída a deixar a mente o mais vazia possível para que o computador consiga identificar e ignorar o ruído elétrico natural do cérebro. O indivíduo pensa em alguma coisa: um gesto, como o ato de mover um braço, ou uma ordem ("pegar água", por exemplo). Enquanto isso, a máquina analisa sua atividade neural - mapeando as conexões que surgem entre os neurônios. O computador aprende a identificar os pensamentos para os quais foi treinado, e passa a responder a eles. A pessoa pode mover um braço mecânico ou dar ordens a máquinas simplesmente pensando. Num futuro mais distante, a tecnologia também poderá permitir a telepatia com outras pessoas.
Um cinto com 13 placas sensíveis ao campo magnético da Terra, já está em testes. Sempre que uma dessas placas fica apontada para o norte, ela vibra. É uma espécie de bússola. Voluntários usaram esse cinto durante 6 semanas. Sabe o que aconteceu? Em pouco tempo, um deles desenvolveu um instinto natural de direção - passou a ser capaz de sempre apontar a direção da sua casa, mesmo em lugares onde jamais esteve e mesmo sem usar o cinto. Ou seja: seu cérebro incorporou alguma capacidade de se orientar pelo campo magnético da Terra. O cérebro é mesmo um computador capaz de aceitar upgrades. Ele aprende a gerenciar tudo, como se tivesse um braço a mais no corpo. Isso significa que o traje do Doutor Octopus, aquele inimigo do Homem-Aranha com braços robóticos, é mais que uma fantasia de quadrinhos. Ele é real. E a armadura do Homem de Ferro também.



Leia mais:
http://www.ndig.com.br/item/2011/10/prepare-se-para-o-seu-novo-eu#ixzz1cB0eHtGI















Pedra


Atire
a primeira pedra

mas não tire esta dor 
que fica em sua alma

Sente dor por atirar?

Finge que a pedra
não volta como estilhaço
trazendo o contorno
do rosto deformado?

Sente o sangue correndo em teus braços?

Escorrendo no cansaço do ato
de soltar a pedra no espaço?

Sente meu filho
sente

sente a dor e sangra

pois a pedra atirada
é tirada do caminho

e retorna ao infinito caminho
das estrelas e asteróides

Insônia



Este duro compartilhar
da alma com a Lua Cheia

esta arrogância e ganância
que ataca meu ser
de dentro
e de fora

O aviso do fim
traçado na linha paralela do tempo

o fim que não vem

O deitar e morrer para o sempre

eternamente


Esta dúvida sobre o valor do ato

o amor de fato

constrangido
nas cadeias e amarras



A dor

A solidão

De um que pensa e não reage

que vive sem morrer
esperando o infinito além

Olho a lua


Eu não sou só

Só eu


Você também é só
você


ter comigo esta ausência
não me trás conforto

Mas saber que o dia ira raiar
é a segurança

de quem ainda
por si só

ama

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Pi



Quando os cogumelos fizeram efeito, entrei em uma longa viagem.
A primeira durou três dias, até que fui expulso da comunidade.

Na primeira noite estava eu subindo a colina quando fui surpreendido pela Lua cheia.
Cai de costas como que repousando em um colchão de ervas no chão.
Fiquei lá por éons.

Então me levantei e subi mais na colina.
Chegando ao estábulo olhei para uma estrela, fixo.

Subitamente meu pensamento começou a acelerar. Uma mensagem com sentido chegou cada vez mais rapidamente enquanto fixava a estrela, a ponto de eu não poder mais entender. enquanto a mensagem vinha Ela era tão forte que me empurrou contra a parede do estábulo.
Voltei a mim pouco depois. 
Lá embaixo a fogueira do aniversário.
Começei a descer a colina e entrei em um mundo pré-histórico, 
um caçador voltando para seu grupo ao redor da fogueira.

Mas não cheguei a fogueira. 
No meio do caminho havia uma trilha e um gato. 
O gato me levou para outra casa e fiquei em uma rede até a madrugada.

No terceiro dia da Páscoa de 1983 cheguei ao chefe da comunidade e perguntei: "A quem agradeço?"

Ele olhou para mim com um trejeito e disse: "hoje não é o seu dia livre?"

Olhei então para o lado, e um grande bosque se apresentava. 
Segui margeando o bosque até uma ladeira que levava a uma garagem.
No meio da ladeira entendi que deveria morrer.

Mas como fazer isto pensei?.

Longos minutos, estático, até que me atirei ao chão, 
como um pedaço de pau caindo.
 Bati minha cabeça, meu queixo nas pedras, 
sentindo por três vezes o meu corpo contra o chão.

Abri os olhos, estava vivo.

Me levantei e segui subindo a ladeira. 
No fim da ladeira, para baixo do morro, havia uma piscina abandonada.
Desci até lá e fiquei em pé na borda, olhando para a água.

Me joguei na água como havia me jogado no chão, 
o corpo caindo reto e batendo de barriga na superfície.

Boiei de bruços. 
Meus óculos continuavam em meu rosto.
Pensei: agora vou tirar todo o ar dos pulmões e então respirarei áqua e morrerei.

Expirei o ar e meu corpo afundou devagar, até bater no fundo da piscina.
Por uns momentos ainda pensei: agora vou respirar água. 
Quando respirei o corpo automaticamente reagiu 
se posicionando como um feto, 
apoiando-se no fundo e dando um pulo para a superfície.
Estava com a água nos quadris.

Olhei a piscina, e havia o outro lado onde era mais fundo.

Começei a me dirigir para o outro lado, 
movimentando-me na água verde de algas, 
até que atingiu o pescoço.

Então fiquei imobilizado. 
Não conseguia ir para a frente e meus braços estavam em cruz.

Ainda estava de óculos, e uma aranha pequena, 
que voa com sua seda para se colocar em algum lugar prendeu-se na haste.

Onde vai Anugit? ela perguntou

Vou me matar

Por quê?
 ela disse

Porque quero conhecer o outro lado.

Então a aranha falou longamente comigo, 
explicou-me coisas que só entenderei na morte, 
e disse: agora você quer continuar?

Eu respondi: não, 
quero voltar e ajudar meus amigos.

No que pensei meu corpo se libertou do congelamento 
e começei a andar para trás, fazendo uma curva até chegar a borda da piscina.
De costas me levantei e sai dela. 
O céu estava encoberto de carneirinhos e uma imensa felicidade em mim.
O céu se abriu e um raio de sol brilhou em minha face.

Foi aí que morri.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Françoise

Se dissessse o que ouço

eu ouço


Fielmente te amo aqui
nesta sala obscura pela tv

Onde chamas saem do lado
debaixo

deste lado aqui

Eu te ouço num soluço
deste lado aqui
 onde há uma bela mulher
em um tempo de rebelião
e amor

Eu te ouço devagar

Suas lágrimas caindo

seus olhares vorazes
se abrindo em um sorriso

Eu te ouço sem me importar
em estar aqui há anos de distância

Você está ao meu lado

está aqui