Google+ Badge

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Mergulho














Mergulho
em pensamentos

retos
e lentos

límpidos


Das coias que sei

nada sei

de tudo o que 
me fora dito
ao infinito

encontro alguém
que me diz
vem!

Passo a passo
iliterato

encontro no
tato

para

seguir

a Ele

Não ele

mas A Ele

como falavam os profetas
e diziam
os poetas

quem sou
eu para dizer
a ti
o que vi?

Eu mesmo
desfaleço

e minha memória
se acomoda
a roda
que transfigura
a altura
deste ser

Que é

e não pode
ser mais do que ser

pois ser é tudo

Imagem que trás

a vida

em cima

da vinha

em que permaneço

acabado

no meu fardo
descarreagado
e enxerguei

pois a memória me trouxe

outrora

uma paixão que resolvi não
ter

este prazer
de dizer

que vi

o que não
vi

li



de viver